Monumentos do Algarve Bons Momentos Promontório de Sagres Património Cultural Imaterial Portal Cultura Portugal

V Edição Dias das Virgens Negras 2022 | Na Rota do Peregrino


O Corvo e a Raposa Associação Cultural, promovem, de 6 a 13 de agosto, a V Edição de “Dias d'As Virgens Negras”, um projeto anual, que se define como uma homenagem ao local da Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe e ao culto ancestral que nela se estabeleceu, através da música e das artes plásticas.

Neste ano de 2022, a associação prossegue a sua reflexão sobre as dúvidas que acercam o mundo contemporâneo em confronto com o património e a história.

Dias das Virgens Negras 2022 estrutura-se em dois eixos de atuação: Música, com curadoria de Daniela Tomaz e Carme Juncadella e Artes Visuais, com curadoria de Ana Celorico Machado.

A Oficina de Iluminuras Medievais complementa a residência artística de música medieval, ambicionando dar uma componente visual à proposta musical a apresentar em concerto. Não se trata de aprender as técnicas estritas da iluminura, antes fazer uma proposta historicamente informada que permita realizar um trabalho usando recursos visuais e técnicos da época. Queremos abrir esta proposta a um público local interessado na iconografia medieval e em técnicas específicas usadas no período medieval. Pretendemos assim envolver a comunidade e sensibilizá-la através duma atividade concreta para questões históricas, patrimoniais e identitárias que reforcem os laços com o património local e contribuam para a formação dum público informado. Não se trata de reproduzir as técnicas ou processos medievais, antes usá-los como recurso estético para propostas contemporâneas usando este enquadramento estético e histórico. Após breve apresentação do tema, os participantes procurarão inspiração para o desenho da sua iluminura nos elementos observados no local, podendo também recorrer a imagens facultadas. A pintura será feita com têmpera de ovo preparada no momento. Haverá também recurso à técnica da “folha de ouro”. A inscrição na oficina pressupõe a participação nos dois dias de trabalho, já que algumas técnicas implicam períodos de espera para secagem, necessários à correta finalização dos trabalhos. Os materiais necessários estarão disponíveis para serem preparados e utilizados durante o período da oficina. Haverá também material bibliográfico e recursos visuais para consulta.O objetivo é que cada participante consiga realizar pelo menos uma peça.Os trabalhos finalizados estarão expostos durante o período que decorre entre a finalização da oficina e a realização do concerto final (7 a 13/08).

O Concerto do Ensemble Na Rota do Peregrino é resultado de uma residência artística de criação na Ermida de N. Sra. De Guadalupe de 9 a 13 de Agosto, dedicada às cantigas de louvor dedicadas à Virgem, do repertório das Cantigas de Santa Maria  de Alphonso X, O Sábio, sob orientação musical de Maurício Molina.

O galaico-português sempre foi uma língua muito valorizada na área da poesia medieval. Enquanto outras línguas vernáculas da época eram utilizadas apenas para a comunicação verbal diária ou para escrever leis ou registar questões políticas, o galaico-português era também utilizado para composição poética. Foi utilizado para compor todo o tipo de canções de carácter popular e aristocrático, e alguns dos seus compositores mais famosos incluem personagens históricos emblemáticos como Afonso X. Felizmente, sobreviveram um bom número de canções trovadores em galaico-português, em manuscritos acompanhados por música, permitindo-nos recuperá-las, estudá-las e executá-las na contemporaneidade. Neste programa, Na Rota do Peregrino Ensemble, apresenta um conjunto de canções trovadorescas compostas em galaico-português, muitos deles representantes de formas poético-musicais autóctones.

Direção Artística Dias das Virgens Negras
Ana Machado, Carme Juncadella, Daniela Tomaz
Design Gráfico: Rapaz Carvão
Fotografia: Conceição Agostinho

 

Programa

I Oficina de Iluminuras Medievais
6 e 7 agosto (oficina)
6 agosto (sábado): 10h - 12h30 e 14h00 - 16h30
7 agosto (domingo): 10h – 12h30
7 a 13 de Agosto (exposição)
Direção artística: Mara Taquelim

II Officina Cantigas de Santa Maria, Alphonso X
Joana Godinho
9  Agosto 14:00-15:00

III  Concerto Na Rota do Peregrino
13 Agosto 17:00

Maurício Molina | diretor artístico e percussão
Daniela Tomaz | direção geral, traverso e percussão
Joana Godinho | mezzo soprano
Enrique Pastor Morales | tenor, cítola
Jorge Luís Castro | Barítono
Thiago Vaz Cruvinel | tenor
Anja Kolaric | fídula medieval
Carme Mampel | órgão portativo

Informação e Reservas Officinas: ocorvoearaposacultural@gmail.com

Dias das Virgens Negras é um projeto de Ana Celorico Machado, Carme Juncadella, Daniela Tomaz, apoiado pela Direção Regional de Cultura do Algarve.
 


4 agosto 2022