• Estação Romana da Quinta da Abicada

    Estação Romana da Quinta da Abicada

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

  • Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

    Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

  • Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

    Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

  • Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

    Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

  • Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

    Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

  • Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

    Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

  • Torreões do Castelo de Loulé

    Torreões do Castelo de Loulé

  • Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

    Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

  • Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

    Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

  • Castelo de Paderne

    Castelo de Paderne

  • Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

    Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

  • Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

    Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

  • Fortaleza e Promontório de Sagres

    Fortaleza e Promontório de Sagres

  • Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

    Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

Monumentos do Algarve Bons Momentos Promontório de Sagres Prémio Regional Maria Veleda Património Cultural Imaterial Portal Cultura Portugal

Em Destaque

Fortaleza de SagresMonumentos afetos à Direção Regional de Cultura do Algarve aproximam-se do meio milhão de visitantes no final de 2018

O conjunto dos monumentos afetos à Direção Regional de Cultura do Algarve, com estruturas de acolhimento – Fortaleza de Sagres, Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, Monumentos Megalíticos de Alcalar e Ruínas Romanas de Milreu – apresentam o maior número de visitantes desde que existem registos, aproximando-se, no seu conjunto, às 500.000 visitas no final 2018.

Até novembro deste ano, de 427.972 visitantes do ano anterior passou para 473.340, correspondendo a um aumento global de 10,60%.

A afluência de visitantes nos diferentes monumentos não é simétrica, quando comparada com o ano anterior. Em alguns imóveis a tendência verificada foi de ligeira redução em relação aos valores do ano passado, mas mais uma vez foi na Fortaleza de Sagres que se verificou o crescimento mais expressivo, contribuindo para os valores globais alcançados.

A nível global, e à semelhança dos anos anteriores, são os estrangeiros quem mais afluem, numa percentagem 85,36% contra 14,64% de nacionais. Esta tendência foi contrariada nos Monumentos Megalíticos de Alcalar em que o número de nacionais foi mais equilibrado face aos estrangeiros, representando 45,46% das entradas.

Estes imóveis têm vindo a ser dinamizados através do programa DiVaM, com várias atividades de caráter multidisciplinar, que têm permitido aos visitantes e comunidades locais a fruição desses espaços com incremento de oferta cultural.

Além das ações regulares ou pontuais, estão em curso intervenções de manutenção e valorização com recurso a candidaturas a fundos comunitários e nacionais, nomeadamente ao Programa Operacional CRESC ALGARVE 2020, no caso da Fortaleza de Sagres, Monumentos Megalíticos de Alcalar e Ruínas Romanas de Milreu. Existem também duas candidaturas à Linha de Apoio Turismo Acessível do Valorizar – Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino, do Turismo de Portugal, para melhorar as acessibilidades na Fortaleza de Sagres e na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, sendo que, no primeiro caso, a candidatura já se encontra aprovada.

O trabalho efetuado nestes monumentos ao longo dos anos tem sido reconhecido, nomeadamente a Fortaleza de Sagres com a atribuição da Marca Património Europeu em 2015 e mais recentemente o título honorífico de “Lugar Internacional de Cultura e Paz” atribuído pelo Observatório Internacional de Direitos Humanos.

A Direção Regional de Cultura do Algarve continuará o seu trabalho para a preservação e fruição de todos os monumentos que lhe estão afetos, como forma de promover a identidade da Região e do País.

 

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

geral@cultalg.gov.pt

Telef. 289 896070

Fortaleza de Sagres

fortaleza.sagres@cultalg.gov.pt

Telef. 282620140

“DO SABER AO CRIAR”“DO SABER AO CRIAR”

Experiências tecnoromanas na Villa de Milreu

As experiências romanas regressam com o projeto “DO SABER AO CRIAR – Experiências tecnoromanas na Villa de Milreu” nos dias 14 e 15 de Dezembro.

“Do Saber ao Criar” é um projeto do Centro Ciência Viva do Algarve que pretende dar oportunidade de experimentar os processos de produção, construção e criação do período romano, através de várias oficinas e actividades:

“Defumadouros e fragâncias” - Oficina de olaria para a construção de defumadouros e mostra de ervas utilizadas para perfumar ambientes. Cada participante levará consigo a peça que criou nesta oficina.

“ Técnicas de representação gráfica do período romano” - Como o domínio destas técnicas concederam aos romanos importantes vantagens, inclusive do ponto de vista militar.

“A Geologia romana de Milreu” - Análise das rochas utilizadas nas edificações romanas da região e sua identificação através de testes físico químicos.

“A paisagem romana de Milreu”- Apresentação de algumas práticas de planeamento paisagístico e cultivo de plantas aromáticas características do período romano.

Tabernae- Mostra de produtos regionais típicos e/ou contemporâneos produzidos a partir de recursos naturais locais (a acontecer no dia 15 de dezembro).

No dia 14 de Dezembro, a actividade será realizada com a Escola de Estói, entre as 9h e as 12h.

No dia 15 de Dezembro, a actividade encontra-se aberta à participação da população e famílias, entre as 15h e as 17h.

O projeto conta ainda com o apoio das seguintes entidades: Universidade do Algarve, Requinte Turquesa – Eventos & Serviços, A Barroca, produtos culturais e turísticos e A Canastra, mercearia especializada.

DO SABER AO CRIAR é uma iniciativa integrada no DiVaM 2018 – Dinamização e Valorização dos Monumentos – programa cultural organizado pela Direção Regional de Cultura do Algarve.

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

geral@cultalg.gov.pt

Ruínas Romanas de Mireu

milreu@cultalg.gov.pt

Telef. 289 896070

Concerto de Encerramento do DiVaM 2018

Concerto de Encerramento do DiVaM 2018

Recital de Acordeão com Gonçalo Pescada

A Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe irá acolher a ultimo projeto do DiVaM de 2018, no próximo sábado, dia 15 de dezembro, às 16 horas, com o recital de acordeão “Promontório Sacrum – Música e História do Fim do Mundo”.

Neste recital, um dos maiores valores do acordeão em Portugal, Gonçalo Pescada, irá transformar este instrumento clássico e moderno, num programa musical onde os sons do acordeão cantarão compositores tão distintos como Bach ou Piazolla.

O projecto procura seguir uma pequena parte do trajecto histórico dos passos do Infante D. Henrique no Barlavento Algarvio mais ocidental, evocando memórias associadas aos locais, relembrando a sua dimensão enquanto espaço patrimonial físico e enquanto reflexo da memória histórica comum, associando-lhe um cariz musical que pretende exaltar e comemorar essa memória.

Esta é uma iniciativa organizada pela Academia de Música de Lagos para o DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos – programa cultural organizado pela Direção Regional de Cultura do Algarve e conta ainda com o apoio da Câmara Municipal de Vila do Bispo.

 

 

Contactos:

Fortaleza de Sagres:

Fortaleza.sagres@cultalg.gov.pt

Telf: 282620140

Fortaleza de Sagres vai ter o título honorífico de LUGAR INTERNACIONAL DE CULTURA E PAZ

Convite 10 de dezembro

O Observatório Internacional de Direitos Humanos vai atribuir à Fortaleza de Sagres o título honorífico de LUGAR INTERNACIONAL DE CULTURA E PAZ, em cerimónia pública a decorrer no próximo dia 10 de dezembro, no auditório da Fortaleza de Sagres, pelas 14h30m.

A atribuição insere-se num cordão mundial de solidariedade, na esfera da cidadania global a favor da Paz e no reconhecimento pelo OIDH de alguns monumentos notáveis, hoje espaços de Cultura e de Paz, transmitindo tranquilidade, bem-estar e conhecimento a todos os que o visitam, promovendo os valores da interculturalidade, da igualdade e da paz.

A cerimónia a realizar dia 10 de dezembro, é também uma celebração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e dos 40 anos da adesão de Portugal à Convenção Europeia dos Direitos Humanos, e contará com a presença da Drª Maria Luisa Francisco, assessora do OIHD, a Professora Drª Alexandra Rodrigues Gonçalves, Diretora Regional de Cultura do Algarve e o representante do executivo da Câmara Municipal de Vila do Bispo.

O Observatório Internacional de Direitos Humanos, com sede mundial em Portugal, é uma organização sem fins lucrativos, livre e independente, que através dos seus diversos núcleos, promove e participa em diferentes ações nacionais e internacionais, tendo como principio fundamental a dignidade da pessoa humana como valor inalienável e como objetivo primordial, a defesa incessante dos princípios consagrados na Declaração Universal dos Direitos do Homem.

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

E-mail: geral@cultalg.gov.pt

Telef. 289 896 070

Fortaleza de Sagres

E-mail: fortaleza.sagres@cultalg.gov.pt

Telef. 282620140

APOIO AO ASSOCIATIVISMO CULTURAL 2018APOIO AO ASSOCIATIVISMO CULTURAL 2018

Candidaturas abriram dia 1 de dezembro

Decorre durante o mês de dezembro o prazo para apresentação de candidaturas ao apoio ao associativismo cultural, às bandas de música e filarmónicas.

O Estado apoia anualmente - através da Direção-Geral das Artes e Direções Regionais de Cultura - as bandas de música, filarmónicas, escolas de música, tunas, fanfarras, ranchos folclóricos e outras agremiações culturais que se dediquem à atividade musical, constituídas em pessoas coletivas de direito privado sem fins lucrativos. O apoio reveste a natureza de subsídio, não reembolsável, em valor equivalente ao imposto de valor acrescentado, pago e suportado pelas entidades referidas anteriormente, que não confira direito a dedução, em cada ano orçamental, na aquisição de instrumentos de música, respetivo material consumível, fardamentos e trajes destinados ao seu uso exclusivo (com exceção da aquisição de instrumentos elétricos e eletrónicos). 

As candidaturas deverão ser apresentadas pelas entidades interessadas, até 31 de dezembro, através do formulário disponível a partir de sábado (dia 1 de dezembro) no Balcão Artes > Procuro Apoio > Candidaturas Abertas. Para além do formulário, estarão também disponíveis no Balcão Artes todas as informações úteis, incluindo a legislação aplicável e os contactos para esclarecimento de dúvidas. 

Aqui

Declaração anual apoio 2019DECLARAÇÃO ANUAL 2019

Já disponível

Foi hoje publicada a Declaração Anual relativa aos programas de Apoio às Artes a abrir em 2019, estabelecendo os respetivos prazos limite de abertura, as áreas artísticas e os domínios de atividade de cada programa, bem como os montantes a serem atribuídos: https://www.dgartes.gov.pt/pt/node/1928

O Ministério da Cultura decidiu aceitar as propostas que foram consensualizadas pelo Grupo de Trabalho para a revisão do Modelo de Apoio às Artes.

De entre as propostas de alteração a adotar, destacamos:

- Alargar o prazo de candidaturas sem prejudicar o calendário dos concursos e a respetiva atribuição dos apoios;

- Eliminar a exigência de obtenção de pontuação mínima de 60% em cada um dos critérios de apreciação no Apoio Sustentado;

- No Apoio Sustentado e no Apoio em Parceria, abrir os concursos por grande domínio de atividade, nomeadamente nos domínios da criação e da programação;

- As entidades que se candidatem às modalidades do Apoio Sustentado devem apresentar o plano de atividades e orçamento mais detalhado apenas para o primeiro ano de atividade;

- Assegurar às entidades apoiadas o direito ao contraditório relativamente ao relatório das comissões de avaliação e acompanhamento;

A adoção das propostas será feita através da alteração de portarias, que serão brevemente colocadas em consulta pública, o que permitirá acelerar o calendários dos concursos, não comprometendo os prazos adequados para a divulgação dos resultados e a consequente atribuição de apoios.

Em 2019, o valor global a atribuir para o Apoio às Artes é de 25 milhões de euros.

Aqui

Encontros com o Património” Encontros com o Património "

” Encontros com o Património " é o espaço na antena da TSF onde se fala de sítios com história, paisagens e pessoas, o passado e o presente. Pelo microfone do repórter Manuel Vilas-Boas, e pela conversa com diferentes especialistas, ficamos a conhecer Portugal na sua variedade de monumentos, locais, sítios muitas vezes escondidos.

Encontros com o Património é uma parceria entre a TSF e a Direção-Geral do Património Cultural, com o patrocínio da Lusitânia Seguros.”

“Sagres, Marca do Património Europeu” foi o tema da emissão de 25 de novembro.

Pode ouvir aqui.

Ermida de GuadalupeEstudo de avaliação do grau de satisfação dos visitantes

A Direção Regional de Cultura do Algarve promove um Estudo sobre o Grau de satisfação dos visitantes dos monumentos – Fortaleza de Sagres, Ermida de Nª Sra de Guadalupe, Monumentos Megalíticos de Alcalar e Ruínas Romanas de Milreu - e das actividades culturais do DiVaM - programa de Dinamização e Valorização dos Monumentos.

Agradece-se a colaboração no seu preenchimento, instrumento essencial para avaliar o trabalho desenvolvido e incrementar a sua melhoria.

Os inquéritos estão disponíveis no site da DRCALG: www.cultalg.pt

ou através do link: http://www.cultalg.pt/pt/inqueritos-disponiveis

A versão em língua inglesa já se encontra disponível.

 

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

geral@cultalg.gov.pt

Telef. 289 896070

Nova loja na Fortaleza de SagresFortaleza de Sagres tem nova loja

 

" A loja da Fortaleza de Sagres já reabriu e, além de produtos de merchandisingsobre Sagres, o Algarve e Portugal, também apresenta, logo à entrada, uma instalação escultórica de Marc Parchow, denominada «Impermanências». " in - Sul Informação"

 

Fotografia de Marc Parchow

O Património cultural na Europa – Mapa interactivo

 

Saiba mais sobre o Ano Europeu do Património Cultural (2018) em http://anoeuropeu.patrimoniocultural.gov.pt/

Premio Veleda 2018Prémio Regional «Maria Veleda»|2018 não é atribuído

Por deliberação do Júri, o Prémio Regional “Maria Veleda”|2018 não foi atribuído.

O Júri, constituído por Alexandra Gonçalves, Diretora Regional de Cultura do Algarve; Gonçalo Pescada, Professor de Música; João Guerreiro, Professor Universitário; José Gameiro, Diretor Científico do Museu de Portimão; Manuel Brito, Editor; Margarida Tengarrinha, Artista Plástica e Professora; Maria Augusta Casaca, Jornalista; Natividade Monteiro, Professora e Investigadora, Pedro Ferré, Professor Universitário, analisou as cinco candidaturas propostas este ano para a distinção.

Do conjunto das candidaturas registadas, verificou-se que uma deu entrada fora do prazo. Na apreciação efetuada sobre as demais candidaturas o júri reconheceu que, pelo menos duas das candidaturas, reuniam uma ação destacada na dimensão cultural e cívica, todavia, não davam resposta ao critério estabelecido no número 1 do regulamento e não possuíam um “longo percurso cultural e cívico”.

A Direção Regional de Cultura do Algarve manifesta assim junto de todos os candidatos votos para que prossigam com os projetos e ações que cada um tem concretizado e que em muito têm contribuído para o desenvolvimento sócio cultural do Algarve.

Com a criação deste Prémio, em 2014, a Direção Regional de Cultura do Algarve, pretende reconhecer o percurso cultural e cívico de personalidades protagonistas de intervenções particularmente relevantes e inovadoras na Região, e dar um contributo para a Promoção da Igualdade entre Mulheres e Homens nas Políticas Públicas.

O Algarve presta, desta forma, o seu reconhecimento público a personalidades com um percurso de vida onde se destaca, não só ações associadas à promoção da cidadania e igualdade de género, ou no combate à exclusão social; mas também no combate à desertificação do interior da região; na educação pela arte; na valorização do património imaterial - preservação das tradições, memórias e identidade; na revitalização dos núcleos e edifícios históricos; no desenvolvimento de projectos multidisciplinares, multiculturais e, ainda, projetos em rede na região.

Em 2019 o Prémio Regional Maria Veleda terá nova edição.

_______________________________________________

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

geral@cultalg.gov.pt

Telef. 289 896070

Obras em MilreuRestauro dos Mosaicos Romanos da Villa de Milreu (Estói- Faro)

 

A Direcção Regional de Cultura do Algarve iniciou a primeira fase de trabalhos de conservação e restauro de um conjunto de Mosaicos das Ruínas Romanas de Milreu.

Os mosaicos que estão a ser intervencionados correspondem a uma fase de remodelação e ampliação da Villa Romana nos séculos III e IV d.C., nomeadamente o famoso pavimento “dos peixes e da lula sorridente” e os pavimentos dos cubicula, que lhe estão anexos. Esta intervenção tem como objectivo a conservação e a preservação do conjunto, bem como melhorar a leitura e a compreensão deste importante conjunto artístico.
Os trabalhos de conservação e restauro estão a cargo da firma “Nova Conservação – Restauro e Conservação do Património Artístico e Cultural, Lda” e estão previstos ter a duração de 5 meses. 

Esta acção tem o custo de 30 078,00 € (IVA incluído). Enquadra-se no «Projecto de Conservação Requalificação das Ruínas Romanas de Milreu», no valor total de 529 870,00 €, aprovado pelo «Programa CRESC Algarve 2020», com previsão de execução até 2020.

No trabalho em curso estão a ser realizadas acções de limpeza dos mosaicos, tratamento de infestantes, aplicação de argamassas de consolidação e refechamento de juntas. Os muros e os revestimentos das paredes dos compartimentos que integram os painéis de mosaicos serão também alvo de trabalhos de reparação e consolidação.
Estas ações irão condicionar a circulação no Monumento, facto pelo qual pedimos a vossa maior compreensão.

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

E-mail: geral@cultalg.gov.pt

milreu@cultalg.gov.pt

Fortaleza Acessibilidades e área de acesso à Fortaleza de Sagres vão ser melhoradas

O “Projeto de Intervenção de Acessibilidades e Informação no Promontório de Sagres”, submetido pela Direção Regional de Cultura do Algarve à Linha de Apoio Turismo Acessível do Valorizar - Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino, do Turismo de Portugal, foi aprovado com um valor de investimento elegível no montante de 138.060,00€, financiado a 90% pelo Turismo de Portugal.

As ações a desenvolver vão melhorar consideravelmente a visita e potencialidades da Fortaleza de Sagres para todos os visitantes, nomeadamente aqueles com mobilidade reduzida e deficiência visual, no caso das acessibilidades e da disponibilização de áudio guias, bem como para os visitantes em geral com a colocação de sinalética em vários idiomas, complementar à existente. A colocação de pictogramas nos diferentes locais de visita permitirá também a sua identificação, numa linguagem universal.

Está prevista uma intervenção em três zonas distintas - no acesso imediato ao Túnel da Fortaleza de Sagres, no interior do Túnel e Torreão Central, e na Praça de Armas, que tem como objetivo, além da requalificação do acesso ao monumento, a criação de circuitos que possibilitem levar o visitante com dificuldades de locomoção ao maior número de locais possível.

A sinalética a implementar em vários idiomas é pertinente para identificação dos percursos e das várias valências para os visitantes em geral. Serão igualmente instalados pictogramas de interpretação universal.

O projeto prevê ainda a disponibilização de áudio guias com conteúdos para os principais pontos de interesse do monumento de forma a que o visitante com deficiência visual tenha uma perceção global do mesmo.

As intervenções propostas têm em consideração o conceito do Desenho Universal (Universal Design), com a conceção de produtos e ambientes para utilização por todos, na maior abrangência possível.

Prevê-se que o projeto esteja concluído nos primeiros meses de 2019.

Fortaleza de SagresNova Agenda Europeia para a Cultura

A Comissão Europeia comunicou em 22 de maio de 2018 para o Parlamento Europeu, para o Conselho Europeu e da Europa, para o Conselho Económico e Social, e para o Comité das Regiões, sobre a necessidade de aumentar a consciência social e a importância económica do Património Cultural.

No texto de suporte desta comunicação reconhece a existência de várias crises financeiras no seio da Europa, o aumento das desigualdades sociais, a diversidade populacional, os populismos, a radicalização e as ameaças terroristas em curso.

O documento evidencia a forma como as novas tecnologias e a comunicação digital estão a transformar as sociedades, os estilos de vida, os padrões de consumo e as relações de poder, dentro das cadeias de valor económico.

Neste panorama de mudança, a cultura é assumida como mais importante do que nunca. A cultura pode ser a ponte de união e de enraizamento das comunidades. Mas um número emerge como muito preocupante: 1/3 dos europeus em 2017 não participava em nenhuma actividade cultural.

Este facto assustador deixa um enorme espaço para aumentar a participação das pessoas na cultura, todavia, a fragmentação do mercado, o acesso insuficiente a financiamentos, as condições contratuais, que caracterizam como de enorme incerteza, são reconhecidas no texto como condicionantes fortes para o desenvolvimento do sector cultural e para os seus profissionais.

Uma Nova Agenda e um Plano de Ação

A nova agenda proposta espera desenvolver sinergias entre cultura e educação, mas também contribuir para criar oportunidades na relação com o sector criativo e na dimensão digital. Os objectivos e ações descritas incluem três dimensões: a social (alargamento das atividades culturais para todos, encorajamento da mobilidade dos profissionais, proteção e promoção do património cultural como recurso partilhado); a económica (educação, inovação, emprego e crescimento); e a externa (fortalecimento e aproximação internacional através de laços culturais).

A participação da sociedade civil neste processo de “diálogo com a cultura e o património” é a mensagem final que se deseja concretizar através de Fóruns Europeus da Cultura, procurando assim uma nova abordagem e uma visão holística e integradora, que se espera que aconteça. Conclui-se então, que a cultura transforma e que a participação cultural une as pessoas.

Alexandra Rodrigues Gonçalves
(Directora Regional de Cultura do Algarve)

(Artigo publicado no Caderno Cultura.Sul de Junho)

 

 

< previous12